Projeto busca aumentar a qualidade de vida em Gurinhatã

Última atualização em 9 de julho de 2019

GURINHATÃ – Como parte das ações de Promoção a Saúde e Prevenção das Incapacidades Funcionais, vem sendo realizadas desde março de 2017, o Projeto Integrarte, que acontece semanalmente na Academia da Saúde.

O projeto é desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Gurinhatã, por intermédio do Departamento de Saúde com as equipes da Academia da Saúde, Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF e Estratégia Saúde da Família – ESF, que tem à frente a fisioterapeuta Patrícia Junqueira, o educador Físico Jerônimo Filho juntamente com as Equipes da Saúde da Família.

O Projeto Integrarte tem como pressuposto o aumento da qualidade de vida da população e as mudanças do perfil da saúde e doença exigindo da Gestão Municipal uma nova forma de pensar e agir na formulação das políticas públicas. Tendo em vista que a saúde bem como a qualidade de vida da população é uma de suas prioridades é preciso enfrentar resolutivamente as novas necessidades de atenção à saúde, cada vez mais presentes nas famílias gurinhataenses, independentemente da classe social.

Para a fisioterapeuta Patrícia Junqueira, as famílias que, na maioria das vezes, partilham histórias de vida com pessoas que exigirão, por muito tempo, um acompanhamento contínuo por parte das equipes de saúde e de outras equipes que atuam nas políticas sociais. Em particular, interessa destacar aqui aquelas pessoas portadoras de alguma doença/condição crônica. Essas doenças não podem representar para esses cidadãos uma perda na capacidade produtiva e, muito menos, limitar-lhes o exercício da cidadania plena. Por isso é tão importante o apoio das equipes de Atenção Básica juntamente com o plano de governo municipal.

“Sendo assim, vem sendo executado o Projeto Integrarte, visando aumentar o vínculo e responsabilidades compartilhadas entre os serviços de saúde da Atenção Básica e demais departamentos através do processo de matriciamento e a população, assumindo o compromisso de prestar uma assistência humanizada, alcançando a integralidade no cuidado tanto no atendimento individual como de grupos e coletividades”, disse Patrícia.

O acesso das famílias ao Projeto Integrarte é feito respeitando o fluxograma dos profissionais que executam o atendimento.