quarta-feira, julho 24, 2024
EducaçãoGovernoNotícias

Municípios enfrentam crise por falta de repasses do Estado

Última atualização em 30 de julho de 2018

GURINHATÃ – Os destinos da Educação em Gurinhatã foi tema de reunião emergencial entre o Prefeito Municipal, diretores de Departamentos da Prefeitura, vereadores, membros do Conselho Municipal do FUNDEB, Sintrasp-G e profissionais da Educação no Centro de Convenções Gilson Guimarães.

A reunião foi solicitada pelo prefeito Wender Luciano, após discussão na última semana em Uberlândia, quando foi apresentado o triste relatório da situação de calamidade financeira vivida pelas prefeituras mineiras, por conta da falta de repasses do Governo do Estado, que tem retido recursos que é de direito dos municípios, principalmente do FUNDEB, do Transporte Escolar e da área da saúde.

“Estivemos em reunião na AMVAP onde propus uma paralisação regional do transporte escolar e das aulas para que sejamos atendidos no que é de direito dos municípios.   Gurinhatã já pagou com recurso próprio o equivalente a duas folhas e meia do dinheiro do FUNDEB. Temos mais de 270 mil reais retidos e não pago por este governo, onde ainda possui uma folha de pagamento dos professores de 112 mil reais”, disse. “Se estamos atrasados ainda com parte dos professores é porque o dinheiro não foi retornado para os cofres públicos da Prefeitura”, completou Wender.

Segundo o prefeito, nesta terça-feira os chefes do Executivo da região estarão mais uma vez em assembleia na AMVAP para tratar do assunto, e definir uma postura regional a ser cumprida nos próximos dias.