GovernoNotíciasSaúde

Medidas mais restritivas tentam conter a Covid-19 em Gurinhatã

Última atualização em 22 de fevereiro de 2021

GURINHATÃ – As novas medidas restritivas no Município de Gurinhatã, definidas por Decreto do Executivo no último dia 15/02 tem um propósito, conter a pandemia do novo coronavírus no Município, diante de um cenário onde não tem vacina e nem mesmo leitos para quem for acometido pela doença.

Para se ter ideia, até esta sexta-feira, 19/02, o Município já havia registrado 104 casos de Covid-19, sendo que enquanto no ano passado foram registrados 60 casos, este ano o número já chega a 44 casos. Os recordes de casos foram em agosto de 2020 com 25 casos e janeiro de 2021 também com 25 casos. O mesmo de fevereiro ainda não terminou e já são 19 casos confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Para o prefeito Wender Luciano, que foi notificado com a doença no último dia 14/02, as medidas restritivas são ruins, mas a única saída para combater a doença, visto que o Município até o momento só recebeu 296 doses da vacina, volume irrisório para proteger a população.