terça-feira, julho 23, 2024
NotíciasSaúde

Equipe da Saúde da Família leva serviços a movimentos de Gurinhatã

Última atualização em 12 de fevereiro de 2019

GURINHATÃ – Um trabalho da equipe do Programa Saúde da Família em parceria com o Núcleo de Apoio a Saúde da Família, junto com os movimentos que atuam na cidade, a exemplo da Pastoral da Criança, traz bons resultados nas ações em benefício da comunidade.

Como política de Educação na Saúde, a Educação Permanente em Saúde envolve a contribuição do ensino à construção do Sistema Único de Saúde (SUS). O SUS e a saúde coletiva têm características profundamente brasileiras, são invenções do Brasil, assim como a integralidade na condição de diretriz do cuidado à saúde e a participação popular com papel de controle social sobre o sistema de saúde são marcadamente brasileiros. Por decorrência dessas particularidades, as políticas de saúde e as diretrizes curriculares nacionais para a formação dos profissionais da área buscam inovar na proposição de articulações entre o ensino, o trabalho e a cidadania.

No trabalho desenvolvido no último dia 7, membros da Pastoral da Criança tiveram capacitação quanto ao reconhecimento e uso de plantas medicinais que fazem parte do nosso dia a dia. A capacitação ocorreu na sala de reunião da Paróquia São Jerônimo com palestra para as líderes da Pastoral da Criança, tendo palestra com Suely Borges, pós graduada pela Universidade Federal de Lavras em Manejo e Manipulação de Plantas Medicinais.

Com o propósito do uso de plantas que trazem benéficos a saúde serem usadas na alimentação, suas propriedades e cultivo. Assim como reconhecer plantas chamadas por muitos de ervas daninhas como potentes medicamentos.

Logo após a capacitação foi servida uma salada verde com as plantas apresentadas, sendo algumas não convencionais como o Caruru, Dente de Leão, Picão e Ora por Nós, assim como chás aprovado por todas.

Segundo a fisioterapeuta, Patrícia Junqueira, essa ação tem vários objetivos, onde dentre eles a formação de líderes na comunidade, que nesse caso é o principal voluntário da Pastoral da Criança, que leva orientações sobre saúde, educação, nutrição e cidadania às famílias que acompanha.

Para ser líder é necessário passar por uma capacitação do Guia do Líder, material que será usado durante todo o seu trabalho.

O líder precisa de disponibilidade para desenvolver três atividades durante o mês, quais sejam: Visita Domiciliar, Celebração da Vida e Reunião de Reflexão e Avaliação